7 erros básicos que podem ser fatais para a sua Startup

Caio Schultz
Caio Schultz

22/01/2021

3 min de leitura

É evidente que nos dias atuais o empreendedorismo está atraindo cada vez mais entusiastas. Dentre eles estão pessoas de diferentes faixas etárias e diversas áreas do conhecimento, porém, com desejos em comum. Um dado muito interessante é que a cada 5 segundos uma nova startup é fundada no mundo, e a verdade desagradável por trás dessa informação é que a grande maioria delas não sobrevive.

Liderar uma startup com toda certeza não é algo fácil, mas existem alguns erros comuns que podem muito bem ser evitados. Confira alguns deles a seguir:

Ignorar os sinais do mercado

Um fato importante a ser considerado é que, por mais sofisticado e tecnológico que seja o seu produto, pode ser que ele ainda não resolva tão bem o problema do seu cliente em potencial. Dessa maneira não se apegue tanto ao seu produto, mas sim à visão ampla do problema que você quer resolver.

Se julgar necessário você também pode pivotar o seu modelo de negócios, o que é mais comum do que parece. Um exemplo clássico é o YouTube, que quase foi um site de relacionamentos em que as pessoas se apresentariam por meio de vídeos na internet.

Gastar mais que o necessário

Não gaste muito tempo ou dinheiro desenvolvendo algo ainda não validado. Isso pode acabar com o “fôlego” que sua startup precisa caso haja necessidade de pivotar. Desse problema surgiu o conceito de MVP (mínimo produto viável), utilizado justamente para ver como as pessoas reagem a esse produto e tomar decisões em cima desses dados coletados.

Entenda quem é o seu cliente

Se você fosse descrever a pessoa que compraria o seu produto, como ela seria? Dê a essa pessoa um nome, idade, hobbies e use isso para descobrir perfis parecidos com esse. Informações como hábitos de consumo dos seus clientes, redes sociais que mais usam e até possíveis empresas parceiras podem resultar disso.

Tentar fazer tudo sozinho

É totalmente normal que você não tenha o conhecimento necessário para fazer todas as áreas da empresa performarem da melhor forma. Portanto, saiba qual o momento certo de delegar tarefas e focar no que você sabe fazer de melhor, visando os resultados do seu negócio.

Contratar as pessoas erradas

Diferentes tipos de profissionais são necessários para diferentes situações e momentos da sua empresa. Provavelmente no começo você necessite de profissionais generalistas, para ajudá-lo com uma visão ampla de negócio. Porém outros momentos podem demandar especialistas para resolver problemas mais pontuais. Cabe ao gestor julgar qual o melhor momento para cada tipo de contratação.

Se dar o salário errado

Se pagar muito e também se pagar pouco podem ser problemas para a saúde da sua empresa. No caso de se dar baixos salários você pode estar tão desconfortável a ponto de não conseguir performar como deveria. Já no caso de se pagar muito, em algum momento esse dinheiro pode fazer falta para a empresa.

Um bom exercício a se fazer é pensar o quanto você pagaria para contratar alguém que fizesse o que você faz atualmente.

Não dar importância à cultura

A cultura da empresa é o conjunto de hábitos e valores que as pessoas da organização têm em comum. Sair do trabalho mais cedo, se atrasar frequentemente para reuniões, ser desorganizado, não dar a devida importância aos clientes, entre outras coisas podem ser características da cultura de algumas empresas.

Dentre as melhores atitudes que um gestor pode ter para mudar a cultura no ambiente de trabalho é dar um bom exemplo. Outro fator muito importante é que o ”fit cultural” entre o candidato e a StartUp seja um fator de peso nas entrevistas de emprego.

E aí, bora colocar em prática? A Asimov pode te ajudar com o desenvolvimento do seu produto, seja ele software ou hardware!

Agende um diagnóstico gratuito com a gente!